A Moda perigosa do ‘gluten-free’

De repente todo mundo passou a ter intolerância ao glúten, lactose (como falei AQUI), etc, etc. Já notaram este novo “desatino” coletivo?

Quem realmente deve abolir o glúten são apenas as pessoas com doença Celíaca, que é autoimune em pessoas que não conseguem digerir o Glúten no intestino delgado.  Isso causa má absorção dos nutrientes e vitaminas e sérias diarreias, que causam fadiga e outros sintomas gastrointestinais e anemia, podendo até mesmo levá-los à intolerância a lactose também. Nas outras pessoas, não é necessário abolir completamente o Glúten, mas apenas diminuir o consumo em algumas refeições.

Mas, infelizmente, mais uma “dieta” da moda se alastrou pelo planeta e as pessoas aderiram massivamente, sem sequer questionar ou entender se é mesmo necessário ser tão radical e, principalmente, sem saber quais as consequências e efeitos colaterais.

SEGUIR “MODISMOS”, EM QUALQUER SITUAÇÃO NA VIDA, É SER MANIPULADO POR IDEIAS IMPOSTAS POR TERCEIROS.

Tudo o que foge do equilíbrio natural, certamente trará conseqüências negativas em algum momento.

Cabe, naturalmente, uma observação importante a favor de DIMINUIR e equilibrar o consumo de glúten. Realmente, as pessoas comem muito pão, biscoitos, massas e tudo feito com farinha branca e por isso, deveriam sim variar mais sua alimentação com legumes, verduras, frutas frescas e evitar tanta farinha branca. E, quando consumir, o ideal é que tudo seja integral, pois é um carboidrato complexo mais benéfico ao corpo (como mencionei AQUI).

O paradoxo é que nunca se falou tanto em nutrição e, ao mesmo tempo, nunca houve tantos exageros e equívocos na alimentação. Na busca pelo corpo perfeito e mais saudável (ser saudável é o ponto positivo), muitas pessoas deixaram de usar o bom senso para seguir programas alimentares drásticos, sem o menor equilíbrio e que, a longo prazo, certamente deixarão estragos sérios para a saúde.

  • Tudo em excesso ou escassez causa desequilíbrio e não é complicado seguir um programa alimentar completo e variado, onde TODOS os nutrientes sejam balanceados.

Excluir o glúten da dieta virou moda e parece uma loucura coletiva que as pessoas tenham abolido o glúten, abusem do consumo da “tapioca” (beiju) por aqui e se empanturrem de proteínas (sobrecarregam o fígado). Especialmente nas regiões sul e sudeste nós pouco conhecíamos a tapioca, que é a fécula da mandioca muito consumida por indígenas inicialmente. Mas, algumas pessoas, na ânsia de obter “milagres” e emagrecer ao comer tanta tapioca, cometem o engano de causar séria Prisão de ventre, flatulência, distensão abdominal e azia, por não saber que é um alimento pouco nutritivo, sem fibras e rico em carboidratos.

Portanto, e como sempre deveria ser, que tal usar o bom senso e escolher uma alimentação equilibrada, variada, onde todos os grupos façam parte, nas quantidades ideais para obter e manter sua saúde e corpo em equilíbrio?

 

Compartilhe! Conte aos amigos...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedIn

Comentários encerrados.