Alimentação e escolhas

A nova “moda” é abolir ou reduzir drasticamente determinado alimento da dieta regular. As pessoas nunca adotaram tantas dietas como: “sem glúten”, “sem lactose”, “low carb” (baixo carboidrato), “high-protein” (alto teor de proteína) e muitas outras.

Por um lado é um ótimo sinal de que as pessoas estão valorizando mais a qualidade de sua dieta e buscando opções mais saudáveis​​. No entanto, isso também tem gerado erros devido à falta de orientação adequada.

A melhor refeição deve ter porções equilibradas de cada grupo, conforme demonstrado na pirâmide alimentar (para onívoros ou vegetarianos há diferentes pirâmides) e também deve optar por um prato colorido. Basta respeitar seu biotipo e condição de saúde.

É importante compreender a razão para abolir ou adotar um alimento em sua vida. Muitas pessoas associam a palavra “dieta” a regimes de perda de peso, que duram por um período. Mas, a palavra é muito mais abrangente e se refere a um programa alimentar adequado à obtenção e manutenção da saúde e estilo de vida equilibrado.
Existem inúmeras razões para estar em uma dieta como: ética e religião, condição médica, perda ou ganho de peso, aumentar a massa muscular e outras razões, como alergia ou intolerância alimentar.

Estes necessitam maior esclarecimento, uma vez que alergia é diferente de intolerância alimentar, que ocorre devido a deficiência de uma enzima, provocando má digestão depois de algum tempo após a refeição.

Diferente da intolerância, a alergia alimentar envolve uma resposta do sistema imunológico, onde uma proteína provoca a reação alérgica e os sintomas aparecem logo após a ingestão até mesmo de pequenas quantidades de alimentos alergênicos, como o amendoim ou camarão, por exemplo.

Alguns sintomas de alergia e intolerância alimentar

Alergia:

Os sintomas geralmente ocorrem na pele, como urticária, coceira e inchaço. Existem sintomas gastrointestinais, como vômitos e diarreia, que pode acompanhar sintomas respiratórios e outros.

Os principais alimentos que causam alergia são: ovos, peixes e mariscos, leite, castanhas (oleaginosas em geral), trigo e amendoim.

Intolerância:

Os sintomas comuns são: gases intestinais, inchaço, dor abdominal ou diarreia.

Os principais alimentos que causam intolerância são todos contendo glúten – (não tolerados por pessoas que sofrem de doença celíaca); feijões, carne processada e lactose.

Se você digere bem os alimentos e não tem intolerância alimentar ou o mais grave, que é a alergia e pode até causar choque anafilático, então não é preciso ser tão radical em sua alimentação. Montar seu prato de forma coerente e equilibrada certamente é a maneira mais efetiva e saudável.

A melhor dieta é aquela que faz bem para você e melhora sua saúde. Escolha o modo mais simples, natural e saboroso. Descomplique a vida.

Gluten-free
ico-gluten-free

Compartilhe! Conte aos amigos...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedIn

.

Comente